01 fevereiro, 2010

O que Deus é?


Pergunta 4 . O que Deus é ?Resposta: Deus é espírito,1 infinito, eterno e imutável em seu ser,2sabedoria,3 poder,4 santidade,5 justiça,6 bondade7 e verdade.8


(1)Jo4:24(2) Sl90:2/Ml3:6/Tg1:17/IRs8:27/Jr23:24/Is40:22(3) Sl147:5/Rm16:27 (4) Gn17:1/Ap19:6(5) Is57:15/Jo17:11/Ap4:8(6)Dt32:4 (7) Sl100:5/Rm2:4 (8) Ex 34:6/ Sl117:2

A impressão que temos, ao observar a postura da assembléia perante esta pergunta, foi a de que eles decidiram se calar! Se calaram por que como eles bem sabiam é impossível definir por nossas palavras meramente humanas, aquilo que vem a ser Deus, o nosso Senhor, o Criador de todas as coisas. Mas este calar é fruto da compreensão que eles tinham do caráter transcendente, incompreensível, insondável de Deus. Eles sabiam que o Deus que eles invocavam com esta pergunta é o INOMINÁVEL SENHOR ou como certa vez já foi dito “O Totalmente O Outro!”
O que eles fizeram então? Eles decidiram deixar o Próprio Deus, falar sobre si mesmo, eles se calaram porque não quiseram dizer as suas palavras, para que no lugar delas brilhasse A PALAVRA DE DEUS, ou seja, DEUS, Ele mesmo, falando conosco através das Escrituras Sagradas. Aliás se tivéssemos que definir a reforma numa frase a frase seria a seguinte: “Que o homem se cale e deixe Deus falar por meio das Escrituras Sagradas.”
E o que Deus nos fala? Ele diz que é espírito e que seus adoradores devem adorá-lo em espírito e em verdade. Ele nos diz que antes que os montes nascessem e que a terra e o mundo se formassem, Ele de eternidade em eternidade é Deus. Ele nos fala que é o pai das luzes de onde toda boa dádiva provem e não há nada de bom que não tenha surgido Dele que é o sumo bem!

Ele nos diz que não habitaria na terra por que ela é muito pequena para sua grandeza insondável, contudo, não há um esconderijo, por menor que seja, onde Ele não possa nos encontrar mesmo que no mais profundo abismo. Ele nos diz que é tão sábio que o seu entendimento não pode ser medido e que por esta razão a Ele tem que ser dada toda a Glória por todo sempre, por meio de Cristo por todos os séculos, ou como Ele mesmo diz pelos séculos dos séculos.

Ele diz que isto deve ser feito por que é justo e por que a justiça é dar a cada um o que lhe é devido. E o que Deus merece, senão a adoração e o louvor e glória para sempre? E quem é mais justo do que Ele? Ele é Santo, Santo, Santo e nos diz sede santos por eu sou santo! Contudo, apesar disto ele manifesta sobre nós o seu amor, por que Ele é amor, manifesta graça por que ele é a fonte de todas as graças e é tão bom que a sua misericórdia dura para sempre. Nos viu como filhos amados e nos elegeu por amor antes da fundação do mundo e sendo onipotente desafia: Agindo Eu quem impedirá?
Diante Dele só resta fazer o que Jó fez: “Sou indigno; que te responderia eu? Ponho a mão na minha boca.”

Manoel Delgado

Nenhum comentário:

Postar um comentário