17 junho, 2010

Qual é a miséria do estado em que o homem caiu?

Imagem da Obra "O Médico e o Monstro."
P. 19. Qual é a miséria do estado em que o homem caiu?


R. Todo o gênero humano pela sua queda perdeu comunhão com Deus, está debaixo da sua ira e maldição, e assim sujeito a todas as misérias nesta vida, à morte e às penas do Inferno para sempre.

Ref. Gn 3.8, 24; Ef 2.3; Rm 6.23; Mt 25.41-46.

“entre os quais também todos nós andamos outrora, segundo as inclinações da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos, por natureza, filhos da ira, como também os demais.”

Comentário: Com esta questão a Assembléia encerra o ciclo de perguntas sobre a doutrina do pecado. Esta doutrina se faz necessária por que através dela nós reconhecemos a necessidade do Redentor e a exclusividade da graça na salvação do homem. Agora eles encerram o assunto do pecado descrevendo as penas decorrentes da quebra da aliança com Deus no Éden.

Perdeu a comunhão com Deus – Esta é a primeira pena. O homem perdeu a comunhão com seu Criador. Deus que antes representava uma alegria e um deleite agora representa uma ameaça e um desprazer. A presença que antes despertava o amor, agora, desperta ódio e inimizade. Para ilustrar a questão podemos citar Adão e Eva que todos os dias no Éden se deleitavam com a presença divina. Mas que agora se escondem de Deus por que a sua presença representa uma ameaça. Hoje não é diferente todos os homens se tornaram inimigos naturais de Deus devido ao pecado e os caminhos de Deus para o homem agora lhe parecem loucura. Quebra da comunhão com Deus é ponto inicial da tragédia e a causa de todos os males decorrentes na história humana.

Debaixo de sua ira e maldição - Como vimos Deus é justo e santo. E por esta razão ele desaprova o pecado e diz não para ele. Este NÃO de Deus é a manifestação de sua ira. Que é a desaprovação divina para o pecado na sua criação Ele precisa punir o pecado da mesma forma que nós precisamos respirar para viver, é algo necessário em Deus expressar a sua ira em atos de juízo, é necessário por que cada pecado é uma afronta direta a sua santidade e a sua justiça. Por esta razão Ele determinou penas para os pecados e certamente vai aplicá-las.

Sujeito a todas as misérias e a pena do Inferno - As misérias desta vida foram objeto de outras perguntas desta série, mas convém lembrar de que eles estão falando de todos males, sofrimentos e injustiças que vemos e vivemos neste mundo. É correto dizer que todos estes males estão de alguma forma ligados ao primeiro pecado do gênero humano e já são num certo sentido, a manifestação da justiça de Deus. Mas a manifestação plena e derradeira da justiça de Deus se dará com a pena do inferno para todo aquele que descumpre a lei de Deus. O inferno é a resposta divina para o pecado em sua criação. Ele é um lugar de tormentos indescritíveis que está reservado para os que pecaram e descumprem a Lei de Deus. Sabemos que todos os homens são merecedores desta punição e que só a graça revelada em Cristo é a base para alguém não ir para lá.

Para sempre – O homem foi criado para viver eternamente e isto tem um significado profundo demais para a nossa compreensão. Se a fidelidade a Deus implica em comunhão Eterna com o Criador, A desobediência necessariamente implica em sofrimento eterno para os que se opõe a Deus. SDG

Manoel Delgado

Nenhum comentário:

Postar um comentário