29 abril, 2011

Quando as Tempestades Vêm!


Mat 7:24 Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha;

Mat 7:25 e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, que não caiu, porque fora edificada sobre a rocha.

Mat 7:26 E todo aquele que ouve estas minhas palavras e não as pratica será comparado a um homem insensato que edificou a sua casa sobre a areia;

Mat 7:27 e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, e ela desabou, sendo grande a sua ruína.

Ondas impetuosas quebraram o orgulho varreram poderio Japonês.

11 de março 2011

O Japão a Nação que gabava de ser a mais bem preparada do mundo para desastres Naturais. Foi Surpreendida por um Terremoto de 9.0 graus da escala Richter (o quarto maior desde que a medição foi criada).

O epicentro foi localizado a 24 quilômetros de profundidade e a 130 quilômetros a leste da cidade de Sendai. O abalo foi seguido por uma série de réplicas, entre elas uma com uma magnitude de 7,4 graus.

Em Tóquio, os prédios oscilaram violentamente. A cidade ficou sem transporte público, com os serviços de telefone celular instáveis e algumas construções em chamas.

Após o tremor, a tsunami arrasou tudo o que encontrou em sua passagem pela costa japonesa, incluindo casas, carros, prédios incendiados e embarcações. Cerca de quatro milhões de casas ficaram sem energia elétrica em Fukushima.

As imagens da televisão pública NHK mostraram inundações em vários povoados da costa japonesa. A emissora mostrou uma coluna de água arrastando escombros em uma zona agrícola costeira perto da cidade de Sendai, onde há uma população de um milhão de pessoas.

A televisão também exibiu imagens de embarcações, carros e caminhões flutuando na água depois de uma tsunami ter atingido a cidade de Kamaichi, no norte do país. Também foi vista fumaça elevando-se sobre uma zona industrial na área de Isogo, em Yokohama.



Tragédia do Realengo

7 de Abril de 2011

Um homem de 23 anos entrou em uma escola municipal na Zona Oeste do Rio na manhã desta quinta-feira (7), atirou contra alunos em salas de aula lotadas, foi atingido por um policial e se suicidou. O crime foi por volta das 8h30.

Segundo o diretor do hospital para onde as vítimas foram levadas, 11 crianças morreram (10 meninas e 1 menino) e 13 ficaram feridas (10 meninas e 3 meninos). As crianças têm idades entre 12 e 14 anos.

Segundo autoridades, o nome do atirador é Wellington Menezes de Oliveira e ele é ex-aluno da Escola Municipal Tasso da Silveira, no bairro de Realengo, onde foi o ataque. Seu corpo foi retirado por volta das 12h20, segundo os bombeiros. De acordo com polícia, Wellington não tinha antecedentes criminais.

Uma Garota de 12 anos que estava na hora do atentado e que tudo presenciou disse o seguinte:

“Ele começou a atirar. Eu me agachei e, quando vi, minha amiga estava atingida. Ele matou minha amiga dentro da minha sala”, conta ela, que afirma que estava no pátio na hora em que o atirador entrou na escola.

“Ele estava bem vestido. Subiu para o segundo andar e eu ouvi dois tiros. Depois, todos os alunos subiram para suas salas. Depois ele subiu para o terceiro andar, onde é a minha sala, entrou e começou a atirar”, completou.

Uma jovem da Igreja Presbiteriana de Piraquara teve sua vida ceifada neste triste episódio. Seu Nome era Larissa dos Santos Atanázio, de 13 anos.


Tempestades matam dezenas nos EUA; Alabama decreta "estado de desastre"

28 de abril 2011

O Alabama decretou "estado de desastre" nesta quinta-feira depois do alto número de mortes e do rastro de destruição provocados por tempestades e tornados que atingiram o estado. O número de mortos nos EUA desde quarta-feira (27) passou a 213, segundo a MSNBC.
Nesta quinta, só no Alabama, o número de mortos subiu para 131, segundo a agência de gerenciamento de emergência do estado. O estado pediu ao presidente americano Barack Obama que acelerasse a ajuda anunciada na quarta-feira à noite para ajudar no auxílio às bucas e aos desabrigados.

O que são tempestades?

De acordo com o Dicionário de Michaelis “tempestade” é:

sf (lat tempestate) 1 Agitação violenta da atmosfera, acompanhada muitas vezes de relâmpagos, trovões, chuva e granizo. 2 Temporal no mar, caracterizado pelo encapelamento das ondas e pela agitação do vento; procela. 3 Grande estrondo; explosão súbita e ruidosa. 4 Agitações civis num Estado. 5 Agitação, desordem, perturbação. 6 Grande agitação moral. Antôn (acepções 1 e 2): bonança; (acepções 4 e 5): calma.

Desta forma, ou melhor, dizendo neste sentido, podemos falar de tempestades físicas, mas também de grandes agitações na vida humana, diante das tragédias, calamidades, crises pessoais, que a semelhança das tempestades vem subitamente sobre nossas vidas fazendo estremecer os nossos alicerces tentando nos levar a quebra.

A Passagem.

Jesus nesta passagem está concluindo o Sermão do Monte e para finalizar o seu discurso ele usa uma figura sobre duas casas foram construídas, sendo que uma alicerçada na Rocha e a outra na areia. Aparentemente ambas estão firmes, mas o surgimento de uma tempestade revela o caráter, das duas edificações.

Esta imagem é importante por que para o Senhor Jesus, por que nela Ele revela o caráter dos seus verdadeiros seguidores em contraposição à natureza dos falsos seguidores.

Sendo assim hoje eu gostaria de refletir com irmãos as grandes lições que Jesus nos ensina sobre as tempestades:

1- As Tempestades vêm sobre todos; (v25a;v27a)

O Mal, que as tempestades representam, vem sobre todos, sobre o bom e sobre o mal, sobre o fiel e o infiel, sobre o justo e sobre o injusto de acordo com o texto, as tempestades vêm sobre todos. As tempestades são para todos!

Elas vêm sobre todos intensamente, para destruir, para por abaixo, para trazer ao chão. As tempestades são intensas!

Elas vêm subitamente, são inesperadas, não mandam aviso prévio, vêm como o ladrão de noite. As tempestades são repentinas!

2- As Tempestades não são a causa da nossa ruína, mas apenas a ocasião; (v25b;v27b)

3- As Tempestades revelam o tipo de casa que nós estamos edificando; (v24a;v26a)

4- As Tempestades passam; (v25b;v27b)

A tempestade é intensa, é súbita, é violenta, é reveladora dos nossos alicerces, mas não dura para sempre! Cabe a nós decidirmos o que fazer se a nossa casa caiu:

a- Você deve parar de culpar o vento e começar a enxergar os seus pecados;

b- Você pode se arrepender dos seus pecados, e se voltar para Cristo enquanto há tempo!

c- Você pode fazer tudo de novo, mas desta vez da maneira certa!

5- A Tempestade não é a época de nos prepararmos, mas sim a época de sobrevivermos à luz do que edificamos; (v25b;v27b);

Muita gente pensa e diz:

- Quando vier à tempestade me voltarei para Deus!

-Quando vier à tempestade começarei a ser fiel,

-Quando vier à tempestade vou tomar jeito.

A Bíblia diz : - Louco! Esta noite pedirão a tua alma e o que tens para quem será(Lc12:20)?

O Senhor Jesus nos conta uma parábola sobre dez virgens, as quais cinco eram prudentes e cinco eram néscias (loucas).As prudentes estavam com azeite suficiente para as suas lâmpadas, as néscias não estavam preparadas, ambas, aguardaram o noivo, mas acabaram dormindo. Quando o Noivo Chegou a Meia-Noite ouviram uma voz : -Eis o Noivo saí ao seu encontro. Mas elas não estavam prontas não tinham o azeite na vazilha, e pediram para as virgens prudentes o Azeite delas emprestado, estas se recusaram então elas tiveram que as pressas ir comprar o azeite, mas quando finalmente elas chegaram ao Noivo. Este já havia desposado as cinco prudentes e a porta estava fechada. Esta parábola é uma alusão a volta de Cristo e ao Juízo final. O termo que descreve a imprudência daquelas cinco virgens é o termo loucura!

6- Somente o Senhorio de Cristo e a obediência aos seus mandamentos é alicerce seguro contra as Tempestades. (v24a;26a)

Manoel Delgado

Nenhum comentário:

Postar um comentário