25 fevereiro, 2012

ABORDAGENS QUE EMPOBRECEM O CRISTIANISMO.

Sobre o vídeo de um Padre que chama os Protestantes de otários.

Sou hoje Pastor Presbiteriano, mas já fui como muitos outros, cristão católico. Cheguei a 15 anos atrás até mesmo a congregar na matriz em Cuiabá onde o Pe. Paulo pregava.Uma pessoa inteligente, culta, e com posições claras sobre a família e direitos humanos. Mas que se traiu numa abordagem infeliz e teve a infelicidade de ser filmado ao praticá-la. Não questiono sua pessoa ou caráter, mas sim sua abordagem.

Para mim abordagens como estas são lamentáveis, não pelo conteúdo em si, que nada acrescentou teologicamente a antigas fronteiras muito bem delimitadas sobre o pensamento de ambas as tradições. Mas sim, pelo tom bélico e nada humilde sobre como o tema humildade foi abordado. 
Da mesma forma não posso concordar quando nós os protestantes, também demonstramos esta abordagem autofágica contra as pessoas, sejam elas quais forem ... Muitas vezes desacreditando a própria mensagem pregada.Também não posso concordar quando um sacerdote católico nos desrespeita propondo uma espécia de briga na lama.  Crianças quando brigam normalmente costumam apresentar como desculpa a acusação de que o "Outro" começou... Mas isto nos adultos... torna-se lastimável.

No ano passado participei como convidado de uma entrevista com o referido sacerdote sobre o tema do celibato dos padres. Na ocasião, um escândalo de pedofilia envolvendo uma paróquia de Cuiabá estava em evidência na mídia. Se eu quisesse brigar teria, por assim dizer, a faca e o queijo na mão. Me limitei a expor o pensamento do protestantismo sobre o assunto e nada mais... Como líder cristão, sou chamado a apresentar positivamente o evangelho e não a sair por aí promovendo uma espécie de MMA da Fé. 

Creio que assim  um maior número de católicos teve oportunidade de ouvir o que de fato cremos sobre o assunto. 
Pastor Manoel Delgado Jr.
*****
Uma polêmica ministração do padre Paulo Ricardo de Azevedo Junior está causando polêmica. Durante sua ministração, o padre chamou os cristãos protestantes de otários e orgulhosos, por acreditarem em acesso direto e irrestrito a Deus.-
Pertencente ao clero da Arquidiocese de Cuiabá, o padre fala em sua ministração sobre a virgem Maria, e enumera as virtudes de Maria como intercessora diante de Deus, e aproveitando o tema, critica os cristãos protestantes por não aceitarem intermediários perante Deus. “E porque eu preciso dela, e porque não posso ir direto pra Deus padre Paulo? Pare de ser orgulho criatura, porque você tem que ir direto? Isso é um negocio assim, o principio protestante é um principio orgulhoso. Existe protestante humilde, mas não existe protestantismo humilde. O protestantismo é orgulhoso”, afirma o padre.
Falando sobre o catolicismo, o padre Paulo Ricardo afirma que sua religião ensina enxergar no próximo um intermediário a Deus: “A minha religião ela é humilde, ela me ensina a humildade, a minha religião me ensina a me inclinar na frente de um pecador, que é outro padre, que é o meu bispo, e beijar a mão daquele pecador, e acreditar que aquela mão é instrumento de santificação, e que pode ser sinal da mão chagada do ressuscitado”.
O ataque aos cristãos protestantes segue com a afirmação do padre de que os cristãos protestantes são soberbos por acreditarem ser possível falar diretamente a Deus: “O principio protestante é orgulho é soberbo, o principio protestante é ‘eu não preciso o de ninguém eu vou pra Deus direto. E se Deus quer você use os outros, as criaturas humanas frágeis, o que você faz, otário?”
Ironizando a pregação evangélica protestante, o padre afirma que “Eles repetem que Jesus é o único mediador, babam, bufam”, causando gargalhadas entre os fiéis que acompanham sua ministração.


Nenhum comentário:

Postar um comentário