17 julho, 2015

ARREPENDAM-SE ENQUANTO HÁ TEMPO!

Nínive.
“E os homens de Nínive creram em Deus; e proclamaram um jejum, e vestiram-se de saco, desde o maior deles até o menor.

A notícia chegou também ao rei de Nínive; e ele se levantou do seu trono e, despindo-se do seu manto e cobrindo-se de saco, sentou-se sobre cinzas.  E fez uma proclamação, e a publicou em Nínive, por decreto do rei e dos seus nobres, dizendo: Não provem coisa alguma nem homens, nem animais, nem bois, nem ovelhas; não comam, nem bebam água; mas sejam cobertos de saco, tanto os homens como os animais, e clamem fortemente a Deus; e convertam-se, cada um do seu mau caminho, e da violência que há nas suas mãos.

Quem sabe se se voltará Deus, e se arrependerá, e se apartará do furor da sua ira, de sorte que não pereçamos?

Viu Deus o que fizeram, como se converteram do seu mau caminho, e Deus se arrependeu do mal que tinha dito lhes faria, e não o fez.” Jonas 3:5-10

A Bíblia registra no livro do Profeta Jonas, que uma importante cidade da antiguidade se arrependeu dos seus pecados e se voltou para o Céu em busca do favor e da misericórdia divina.

Nínive, a violenta cidade, capital da Assíria, em uma atitude surpreendente, que só é compreendida como manifestação da soberania divina, responde com fé e arrependimento ao vaticínio do profeta.

“-40 dias e a cidade será destruída!” Disse o profeta com toda a convicção. Jonas o Filho de Amitai, profeta que resistira ao chamado para pregar aos Ninivitas, mas que agora rendido ao propósito divino. Prega com autoridade, e uma certa dose de rancor. Sua mensagem é dura, o conteúdo de sua mensagem é mais duro ainda. Deus está para exercer juízo contra Nínive destruindo-a. Em sua mensagem não é apresentada nenhuma alternativa, nenhuma saída aparente, apenas o juízo divino.

Mas os ninivitas, movidos pelo Espírito de Deus, responderam de maneira impressionante a mensagem do profeta. Se arrependeram, e se humilharam (pano de saco e cinza, expressões orientais de humilhação), clamaram fortemente a Deus. O rei decretou um Jejum Nacional, todos os homens, mulheres e crianças e até mesmo os animais se consagraram. É como se eles pudessem ouvir uma voz em seus corações a lhes dizer: Arrependam-se enquanto há tempo!

Eles se voltaram para a misericórdia, do Deus verdadeiro. “Quem sabe Deus...”
E Deus, ao final, se revelou favorável, e demonstrou, que embora tarde, ainda havia tempo para o arrependimento.

Pastor Manoel G. Delgado Jr.

Nenhum comentário:

Postar um comentário