LEITURA - WRIGHT, Christopher J. H., A missão de Deus, Desvendando a grande narrativa da Bíblia, Editora Vida Nova, São Paulo, SP. 2014.   (576 Páginas)


Leitura - WRIGHT, Christopher J. H., A missão de Deus, Desvendando a grande narrativa da Bíblia, Editora Vida Nova, São Paulo, SP. 2014.   (576 Páginas)
Esta obra de Chris Wright diretor internacional do Langham Partnership International. Foi reitor da All Nations Christian College e professor do Union Biblical Seminary, em Pune, Índia. Publicada no brasil por edições Vida Nova. Vem apresentar uma importante contribuição para a áreas de teologia bíblica e missões.  A obra pode ser (ver pág.26) sintetizada em quatro grandes blocos temáticos. Na primeira parte aborda-se o tema da Bíblia e a missão onde o propósito do autor é o de apresentar as bases para uma hermenêutica missional das escrituras. Após uma análise sobre as diversas tentativas de se estabelecer um MITTE, para a mensagem das escrituras. O autor reconhece que estas tentativas tiveram a sua relevância e bem como as suas limitações, uma vez que, a ampla variedade de propostas formuladas, evidenciou a dificuldade de se estabelecer este tema unificador. Contudo para o autor o estudo das escrituras não pode ser reduzido uma mera formulação de teologias contextuais, em que o critério de seleção é a situação vivencial da presente geração sendo este o critério ultimo para a interpretação bíblica, por fim o autor defende a missão como matriz hermenêutica para a compreensão de toda a Bíblia. Reconhecendo nesta abordagem muito mais do que uma leitura de defesa, do tema missões ou uma mera e subjetiva leitura contextual das escrituras. O autor visa apresentar a viabilidade de uma hermenêutica missional das escrituras.Definido o método, o autor avança para segunda seção da obra cujo o tema desenvolvido é o Deus da missão. Nesta parte são desenvolvidos os capítulos sobre YHVH e o monoteísmo, onde o autor visa demonstrar que o Senhor é único, transcendente, universal e o Santo de Israel. (pág.105)  Jesus como o Senhor, Jesus é revelação do Deus vivo e verdadeiro, ele é a revelação do amor e propósitos  missionários de Deus. (pag.138)  Confrontando a idolatria. Nesta sessão o autor visa demonstrar que o ensino geral das escrituras é de que nenhum dos ídolos é semelhante ao Senhor sendo antes obras da criação. Não há nenhum outro Deus como o Senhor. Na terceira seção é desenvolvida uma análise sobre o povo da missão. Nesta sessão abordam-se temas clássicos da teologia bíblica como os conceitos de eleição, redenção, aliança e ética. Evita-se o exclusivismo étnico. Resgata-se a noção abrangente da aliança abraâmica O povo de Deus é a comunidade da aliança, escolhido por Deus para ser um modelo e uma benção para todas as nações. Na quarta parte da obra analisa-se o palco da missão. Nesta seção são analizados os temas da terra, humanidade o pecado e o mal, a sabedoria e a cultura e as missões e o futuro. Onde a relação vétero-testamentária entre Deus a Israel e a terra é ampliado para o propósito de Deus para toda a humanidade através de Cristo. Assim o autor visa demonstrar que esta relação aponta para a relação entre Deus, a humanidade e o planeta terra através de Cristo.(pág.410-411). Destaca-se que a medida que o autor desenvolve todos os temas acima mencionados, o mesmo sempre apresenta implicações e aplicações para o cenário contemporâneo.   

Comentários